Horários para treinos vocais

Recebi esta no meu formspring (formspring.me/fernandovoz). Inclusive, divulgo esta ferramenta (o formspring) como aberta para todos os tipos de perguntas referentes à técnica vocal e à voz cantada. Para mim é um prazer responder perguntas e debater os assuntos que mais nos instigam a pesquisar.

Depois de responder à essa pergunta, lembrei que uma autora (incrível) que disserta sobre tudo em voz, a Dra. Sílvia Pinho (fonoaudióloga), fala muito sobre preparação e rotinas que condicionem as musculaturas responsáveis pela fonação. Ainda postarei (com as devidas citações) algo sobre o que a Dra. Sílvia disserta a respeito.

Segue, na íntegra, o que foi perguntado e respondido.

“Tem algum horário que seja mais proveitoso para a execução dos exercícios que você passa? Manhã, tarde ou noite.” (Desconhecido)

Melhor horário para a prática vocal. Excelente pergunta recebida no meu formspring. Para mim, todo horário é um bom horário para exercícios, desde que feitos sobre uma lógica que respeite os horarios do nosso corpo. De manhã, por exemplo, prefiro exercícios que respeitam o estado totalmente relaxado de todo o corpo. Vamos, então, aos fatos. Acordamos, bebemos água e nos alimentamos. A fonação demanda energia e hidratação. Respeitemos as necessidades do corpo. Depois disso podemos iniciar alguma rotina. Vamos dar preferência aos exercícios que nos darão espaço, portanto. Descidas de laringe, “hohoho”, exercícios que incluam o fry solto (ou basal) e hummings privilegiando o posicionamento baixo da laringe. Além disso, exercícios que incluam vibratos laríngeos e voz de cabeça (para ativação do CT). Vibrações labiais e de língua são boas em qualquer horário. Apenas tomemos o cuidado para não subirmos demasiadamente forçados por nossa extensão vocal.

Depois disso, à tarde ou à noite, mas não perto de dormir, podemos realizar exercícios mais densos. Vocalizes que treinem vogais, consoantes, stacattos, legatos, beltings, speakings, drives e execução de repertório. Mais tarde, é sempre bom fazer um desaquecimento. E como devo desaquecer minha voz? Uma maneira eficiente é realizando bocejos sonoros, sem brilho na voz, partindo de regiões médio-agudas até as partes graves da voz (sempre atentando para não impor brilho à esta fonação). Isto relaxa músculos intrínsecos da laringe que trabalharam bastante durante treinos, ensaios e/ou apresentações. Voltamos, assim, a uma condição de fonação natural (voz falada).

No entanto, cantores e cantoras, é importante salientar que toda e qualquer rotina de treinamento deve ser estudada para cada caso junto a um profissional competente. Portanto, procure um bom professor, uma boa fonoaudióloga e experimente os benefícios que esses profissionais podem trazer para as suas vozes.

Obrigado pela pergunta e vamos conversando!

Abraços do Fernando Zimmermann

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s